BEM VINDOS AO BLOG DO SÃO ROCK


Nossa História

Em junho de 2005, seis amigos se reuniram para comemorar seus aniversários, que por coincidência dos deuses do rock, eram todos na mesma semana. Resolveram chamar a banda de um amigo de Crato (Michel Macêdo, da Glory Fate). Também chamaram duas bandas locais (SKP e ET Heads), e fizeram a trilha sonora desta festa, que a princípio era exclusiva a aniversariantes e seus amigos. Sem querer, nascia ali o festival SÃO ROCK – o dia em que o rock foi pro brejo!
O sucesso da primeira edição obrigou uma continuação. Dois anos depois, já em 2007, veio a segunda edição, agora com a participação de bandas de Fortaleza, e aberto ao público. O sucesso consolidou o evento, e perpetuou essa data no calendário do rock cearense.
Pelo festival já passaram nomes de peso no cenário cearense, como Artur Menezes, Felipe Cazaux, Caco de Vidro, banda One, Killer Queen, Glory Fate, Zeppelin Blues, Renegados, banda Void e tantos outros que abrilhantaram noites inesquecíveis, regadas à amizade, alegria e o bom e velho rock´n´roll.
Hoje, o que se iniciou com um simples aniversário, tomou enormes proporções, estendendo seus ramos, diversificando os estilos e abrindo espaço para mais e mais bandas que querem mostrar seu talento em nossa terra. Agora são duas noites de festival, além da Caldeira do Rock, que leva bandas alternativas para a praça pública, numa celebração maravilhosa, onde congregamos amigos de todas as cidades circunvizinhas e de outros estados, irmanados pelo amor ao rock.
Não para por aí. Queremos tornar o São Rock uma marca que não promova apenas um festival anual, mas que seja um verdadeiro tablado que promova eventos de rock durante todo o ano! Assim, poderemos desfrutar do convívio saudável e também marcar nossa presença, dizer que temos voz e vez, numa cultura tão massificada por músicas desprezíveis e por gêneros impostos ao povo! Fomos, somos e sempre seremos roqueiros!
Portanto, venha participar dessa irmandade, apóie, divulgue, patrocine essa idéia, e seja mais um que ajuda a construir esse espaço!

Esse é o BLOG oficial do festival SÃO ROCK, que ocorre todo ano em Brejo Santo - Ceará. Criado "acidentalmente" por aniversariantes que comemoram na mesma semana e que se uniram para fazer uma única celebração voltada ao nosso gosto músical o ROCK. Além disso o blog divulga noticias e eventos nacionais e internacionais, além de ajudar na promoção cultural da região. Sobre tudo é uma apologia a amizade.




CARIRI VEÍCULOS

CARIRI VEÍCULOS

Impacto Skate Shop

Impacto Skate Shop
Uma loja diferenciada pra você

segunda-feira, 11 de junho de 2012

VI SÃO ROCK, DIAS 13 3 14 DE JULHO



VI SÃO ROCK – O DIA EM QUE O ROCK FOI PRO BREJO!








Chegamos esse ano a VI Edição desse que se tornou um dos maiores festivais de Rock da região. Esse ano, queremos elevar o nosso Festival a mais do que shows de Rock, mas trazermos para nosso público um evento que reunirá palestras e oficinas musicais. No entanto para isso necessitamos da união de todos, dos amigos do São Rock, que são o sustentáculo do nosso evento, dos patrocinadores, das todas as mídias, como também dos nossos administradores para nos dar suporte para esse nosso evento.


Como sempre procuramos trazer grandes atrações, confiram nossas atrações desse ano:








Banda Killer Queen - Fortaleza:


 




A Killer Queen foi formada em 2008, com o propósito de fazer um cover fiel da maior banda de todos os tempos, a majestosa QUEEN! Considerado um dos melhores covers do grupo no Norte/Nordeste, a Killer Queen busca passar toda a emoção e o clima de espetáculo que Freddie Mercury levava em seu auge. Timbres, alta tecnologia de som, visual e indumentária similar aos integrantes originais e muita interatividade com o público fazem a apresentação ficar completa.


O repertório abrange todas as épocas e hits da carreira do quarteto como “Love of My Life”, “Under Pressure”, “I Want to Break Free” e “Radio Ga Ga”, músicas da carreira solo de Freddie Mercury readaptada ao Queen, como “I Was Born to Love You”, assim como, futuras canções em parcerias, como será o caso de “How Can I Go On”, com Freddie Mercury e Montserrat Caballé e outras que nunca foram executadas ao vivo, como “Innuendo”.


A Killer Queen é formada pelo performático Ítalo Arruda (vocal), Eduardo Neves (guitarra, violão e voz), Marcos Ley (contra-baixo e voz), Sergio Costeleta (bateria e voz) e Alexandre Pinheiro (teclados e voz).


Um atrativo a mais na banda é o seu vocalista Ítalo Arruda, reconhecido como o melhor cover do Freddie Mercury, sendo inclusive contratado da Rede Globo no Rock In Rio como tal.





BANDA RENEGADOS – FORTALEZA





É uma banda de linguagem universal, “Rock`n`roll”, com influência da música de vária partes do mundo, mas com composições próprias, sendo essa, bastante da música brasileira, principalmente nordestina, mas, não se limitando apenas a ela. A banda tem influência direta da época áureas do rock (anos 50, 60 e 70), com as características da pulsação, criatividade e energia das artes, naquele período, tendo um cuidado especial com a trimbagem dos equipamentos e instrumentos.


Junto com o repertório autoral, a banda faz uma viagem pelo universo musical de vários artistas e bandas como Jimi Hendrix, Led Zeppelin, Rolling Stones, Cream, Santana, Steppenwolf, Raul Seixas, Luiz Gonzaga e muitos outros...


O Grupo está na estrada desde 1993, lançou em 2001 seu primeiro CD intitulado “SEM FRONTEIRA”, gravado durante a abertura do show da Banda carioca Blues Etíllicos, no anfiteatro do Centro Cultural Dragão do Mar. O segundo CD intitulado, “A ESSÊNCIA”, que foi gravado durante shows realizados no Teatro do Centro Cultural Dragão do Mar, no Centro Cultural BNB e no interior do Estado do Ceará, foi mixado e masterizado em estúdio em julho de 2003.





E agora em 2012 a banda lança“Além dos Rótulos”, o disco traz 15 faixas autorais que mantém a personalidade roqueira da banda, pautado pelo blues e o rock dos anos 1960 e 1970, com referências da música nordestina e outras invenções do "Renegado" Marcelo Pinheiro Rocha (guitarra e voz), de seu irmão Ricardo Pinheiro Rocha (bateria e percussões) e de Romualdo Filho (baixo e teclado).


"Além dos Rótulos" é um disco para se ouvir várias vezes e mostra a força criativa de uma banda que segue se recriando, sem perder sua marca, que faz rock sem preconceitos, aberto a novas referências, sem cair em fórmulas gastas, nem promover um "samba do crioulo doido". É rock de qualidade e identidade.


Convidada para vários eventos, a Banda Renegados participou de vários festivais como: Ceará Music, Vida e Arte, Mostra Sesc Cariri de Cultura, Feira da Música, Mostra de Teatro de Guaramiranga, mostra jazz e Blues, Festival Pró-Cultura e encontros de motociclistas, como o I e II Fortaleza Motorcycle, com a participação de moto clubes de vários estados.


RENEGADOS pulsa um som atual e com sabor de clássico rock.





FELIPE CAZAUX - FORTALEZA


Original, vigoroso e moderno, essas são as melhores palavras para definir o som composto pelo jovem cantor, guitarrista e compositor Felipe Cazaux, o artista mais representativo e completo da cena Blues autoral cearense, e um dos melhores compositores do Blues-Rock brasileiro.


Hoje aos 28 anos, traz três turnês na bagagem, “Touring the Dog” (2007),“Good Tour Days” (2011) e “3 na Estrada” (2012), onde passou por cidades como Rio de Janeiro, São Paulo, Belo Horizonte, Natal, Recife, Maceió, Aracaju, Sousa, Cajazeiras, Juazeiro do Norte e Caxias do Sul. Também já se apresentou nos lendários clubes “Buddy Guy’s Legends” e “Rosa’s Lounge”, ambos em Chicago (EUA), onde passou um tempo aprimorando seus estudos musicais e dividindo o palco com grandes músicos. Também já tocou com alguns dos maiores representantes do Rock e do Blues, entre eles estão James Wheeler, John Primer, Eddie C. Campbell, Jimmy Burns, Andreas Kisser (Sepultura), Scott Henderson, Flávio Guimarães, Robson Fernandes, Big Joe Manfra, Jefferson Gonçalves, Big Chico, Vasco Faé, Irmandade do Blues, André Christovam, Lancaster, entre outros.


 




Paulista radicado no Ceará, Felipe iniciou sua carreira artística aos 12 anos, quando começou a ter aulas de guitarra em São Paulo, aos 14 se mudou para Fortaleza com os pais, e aos 16 anos teve sua primeira banda de Rock. Tornou-se profissional em 2002 aos 19 anos, com a Double Blues Band, quando passou a ser também um cantor, participou pela primeira vez de Festivais como o de Jazz e Blues em Guaramiranga, BSB Blues Festival, Feira da Música, Ceará Music e iniciou seu trabalho em bares de Fortaleza, transformando e criando junto com outros grupos a cena de Blues do Ceará, que hoje é reconhecida em todo o Brasil.


Em 2005, com o fim da banda, iniciou sua carreira solo e desde então abriu portas e continua sendo convidado a se apresentar em festivais e casas de Blues e de Rock pelo Brasil e outros países, entre os que já se apresentou estão: Mr. Jones International Blues Festival – Buenos Aires, ARG; Virada Cultural – São Paulo, SP; BR Blues – SESC Vila Mariana – São Paulo, SP; Festival Blues e Imagens – SESC Campos – Campos, RJ; Fórum Harmônicas Brasil –Fortaleza, CE; Natal Blues Festival – Natal, RN; Festival Ponto CE – Fortaleza, CE; Mostra de Blues Nordeste – Centro Cultural BNB – Fortaleza, CE; Festival Canoa Blues – Canoa Quebrada, CE; Grito Rock – Recife, PE; Festival do Sol – Natal, RN; Projeto Casa do Blues – Fortaleza, CE.





Lançou seu primeiro trabalho solo em 2007, o álbum intitulado “Help the Dog!”, deu início à parceria com o selo Blues Time Records, e foi muito bem aceito pela crítica e pelo público. Produzido por Dustan Gallas (Cidadão Instigado), conta com participações de Big joe Manfra, Jefferson Gonçalves, Robson Fernandes, e outros músicos da cena Blues do Brasil. O álbum continua atraindo admiradores, e contém algumas das músicas preferidas dos fãs como “Miss You”, “Must be the Money” e “Positive Feelings”.





Felipe Cazaux chega ao segundo álbum solo em oito anos de carreira. “Good Days Have Come”(2010) é o título do disco que traz 10 faixas produzidas por Régis Damasceno (Cidadão Instigado) e sai novamente pelo catálogo da Blues Times Records. O trabalho consolida as bases do artista em Fortaleza - CE, após várias incursões e passagens temporárias pelos Estados Unidos e por São Paulo - SP – onde gravou o álbum. Nesse, Felipe acredita ter conseguido captar toda energia de seus shows, com a força de um excelente“power trio”. Vasco Faé e Guizado fazem participações especiais no disco.


A voz singular e o timbre característico da guitarra de Felipe chamaram a atenção da mídia nacional, recebendo destaque em várias edições da revista“Guitar Player”. Também recebeu ótimas resenhas da revista “Blues’n’Jazz”, a maior em seu segmento, e matérias nas revistas cearenses “Fale!”, “A Ponte” e“Bússola”, e em vários jornais, com destaque para: “Correio Braziliense”, “o Povo” e “Diário do Nordeste”. Além de entrevistas em inúmeros programas de Rádio e TV.


Os shows de Felipe Cazaux sempre trazem muita energia e interação com o público. No repertório, ele abrange composições autorais e algumas músicas de seus artistas favoritos e suas influências, que sempre variam, assim como seus solos de guitarra. Além de ter uma voz única, sempre impressiona com as suas interpretações marcantes.





TIED DOG - IGUATU








Os herdeiros do Heavy Metal irão animar a sexta-feira do São Rock, trazendo sua releitura dos grandes clássicos do gênero, para os fãs do Metal. Formada por grandes músicos e Iguatu e por George Vasconcelos que fez parte da lendaria VOID, banda que fazia tributo ao Rush que por 3 vezes participou do São Rock.





SONIC MASH - BREJO SANTO





Formada pelos integrantes da extinta Elefante Branco, que tocou no V São Rock, e com uma sonoridade mais pesada, que vai do grunge ao metal, a SourMash nasceu em Brejo Santo-CE-BR, no mês de setembro de 2011.





Formada por Ciderly Bezerra (guitarra), Rodolfo Nascimento (guitarra/vocal), WellenDrummer (bateria) e Muryllo Lustosa (baixo), abanda tem suas raízes fincadas no pós grunge, mas também passeia pelo rock clássico, pelo metal e prog metal.





O nome da banda foi inspirado numa embalagem do famoso whiskey Jack Daniels, como também na ideologia principal, que é a ‘mistura sônica’ de sua música.





         Essa formação já percorreu vários festivais e eventos de rock da região do cariri, como Mauriti, Barro, Crato, além dos festivais São Rock e Rock in Brejo, em Brejo Santo.





BANDA MÁTRIA - BREJO SANTO





Paulo Henrique e Daniel Zacarias decidem colocar em prática o antigo plano de formar uma banda, cujo, principal objetivo é: Tocar música nacional! Realizando dentro do repertório, um tributo à banda carioca que foi a primeira a incorporar elementos brasileiros ao rock tradicional “estrangeiro”. Ao perceberem um carinha novo que tocava bateria com uma pegada surpreendente, decidiram convidá-lo a participar do projeto e o mesmo topou na hora. Os primeiros ensaios aconteceram. Com o entrosamento, eles foram definindo a personalidade do conjunto e chegaram a um hibridismo com a melhor qualidade musical até então na história do rock in roll da região do Cariri. Um ponto inovador foi à entrada de músicos para formar o naipe de metais: O maestro Agnete Leite de Figueiredo Neto no trompete e seu irmão Agledson Lacerda Sá no saxofone. Músicos integrantes da quase centenária banda de música: Maestro Olívio Lopes Angelim.


O nome “Mátria”, segundo Paulo Henrique: “Mátria é uma expressão usada por Caetano Veloso na música Língua: “A língua é minha pátria/ E eu não tenho pátria, tenho mátria/ E quero frátria/ Poesia concreta, prosa caótica/ Ótica futura”. E também de um texto do Padre Antônio Vieira: “Se a pátria se derivara da terra, que é a mãe que nos cria, havia-se de chamar mátria.” Então o termo Mátria, vem dessa brincadeira de colocar o gênero feminino á “pátria”. “Achamos que tem tudo a ver, já que o propósito é tocar rock tupiniquim”!”, explica.








Banda Mátria:





Paulo Henrique: Guitarra e Voz;


Daniel Zacarias: Baixo;


George Vasconcelos: Bateria, convidado.


Agnete Neto: Trompete;


Agledson Lacerda: Saxofone.





GLORY FATE – CRATO





A Glory Fate começou as suas atividades em 1992 e, após várias mudanças de formação, consolidou-se no heavy metal tradicional. A banda já se apresentou em várias capitais do Nordeste Brasileiro, como Recife, Fortaleza, João Pessoa e São Luis e abriu show importantes do rock e heavy metal nacional, como Krisiun, Nervochaos, Titãs, Cássia Eller... o lançamento do novo disco da banda Glory Fate; 'Ride On The Roller Coaster' começou a ser gravado em meados de 2009 ainda com a formação que veio após o lançamento de 'Bad Moon Rising', quando sairam Antônio Queiroz e Wendel Leite e entraram Vitor Marcel e Remy Oliveira, ex-baixista e baterista, respectivamente, após um longo periodo em estúdio onde ás gravações começaram com esses dois acompanhando Michel Macêdo e Markim á banda sofreu novamente uma mudana na sua formação e no calendário de gravações, o que fez com que se extendesse o tempo desde o começo dos trabalhos desse albúm até o seu vindouro lançamento em breve.Atualmente a banda divulga o seu 3° álbum de estúdio, intitulado "Ride On The Roller Coaster". A Glory Fate foi a primeira banda convidada a participar do São Rock em 2005, tocando também na II edição em 2007 e na III edição em 2009.





São Rock Brejo, mais que shows um verdadeiro festival CULTURAL!





PALESTRAS:


BEATLES, VALORES E LEGADOS






Queremos também esse ano trazer para o nosso munícipio, a palestra do nosso amigo, músico e professor de literatura inglesa Michel Macêdo, intitulada Palestra Beatles, valores e legados, no qual já foi realizada em vários munícipios, entre eles, Juazeiro do Norte, Jardim, Araripe- Pe e Sousa - Pb.





WORKSHOPS:


GUITARRA BLUES



Responsável: Felipe Cazaux; compositor, cantor e guitarrista Paulista radicado no Ceará, um dos principais expoentes do cenário Blues da música cearense.


Melódico, preciso e agressivo, essas são as melhores palavras para definir o som composto pelo jovem cantor e guitarrista Felipe Cazaux, um dos principais expoentes do cenário da música autoral cearense.


Paulista radicado no Ceará, Felipe iniciou sua carreiraprofissional em 2002, com a extinta banda Double Blues, e hoje, com apenas 26 anos de idade, já tem um currículo de inúmeras apresentações em grandes eventos, como o Festival de Jazz& Blues de Guaramiranga (CE), Virada Cultural – São Paulo (SP), Ceará Music (CE), Festival Ponto CE, Mr. Jones International Blues Festival - Buenos Aires (Argentina), BR Blues – SESC Vila Mariana (SP), Oi Blues By Night (CE), Festival Blues e Imagens – SESC Campos (RJ), além de já ter se apresentado nos lendários clubes “Buddy Guy’sLegends” e “Rosa’sLounge”, ambos em Chicago (EUA), e de ter dividido o palco com músicos como James Wheeler (EUA), Andreas Kisser (Sepultura), Scott Henderson (Tribal Tech- EUA), John Primer (EUA), Eddie C. Campbell (EUA), Billy Branch (EUA) e Carlos Johnson (EUA).


Felipe traz consigo, além do vasto currículo de apresentações, a experiência de vários workshops de guitarra e três álbuns gravados. O primeiro intitulado “Looking for Trouble?! ” (2004 / Independente), foi lançado com a sua antiga banda, a Double Blues Band. O grupo teve destaque no quadro “Bandas de Garagem” no Jornal Hoje , da TV Globo, e participou de projetos em escolas e centros culturais, como Centro Cultural Banco do Nordeste e Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura.








Worshop de Bateria





Workshop com o baterista George Vasconcelos, baterista de bandas como a Void e Tied Dog, trará ao curso técnicas, estilos, ritmos e muito mais adquiridas em curso de música e bateria.





Workshop de Lutheria




Com o Luthier Ciderly Bezerra.








HOMENAGENS:





Este ano estaremos prestando nossa homenagem aos pioneiros do rock em nossa cidade. A primeira banda a tocar rock (Beatles e Rolling Stones): Os Hábeis, e também os Academicos do Ritmo. Serão entregues aos membros ainda vivos, e também aos seus representantes (filhos,parentes), como um singelo, porém verdadeiro, agradecimento à sua contribuição para a cultura do rock em nossa cidade.


Também será homenageada a banda The Wizard, que foi verdadeiramente a primeira banda de rock de Brejo Santo. Os menbros farão uma pequena apresentação relembrando os 20 anos da apresentação deles na vaquejada de Brejo Santo e 1992.





CALDEIRA DO ROCK





Para podermos dar oportunidades aos músicos e bandas que vem surgindo em nossa cidade, criamos o CALDEIRA DO ROCK, que acontecerá dia 14 de Julho, Sábado pela manhã, na Pça. Dionísio Rocha de Lucena, no tradicional Bar Caldeira do Inferno de Chico de Sinézio, bar berço cultural de nossa cidade, influenciou várias gerações, onde todos nós temos muitas histórias a contar, sempre nos abriu as portas para curtimos um bom Rock, é uma forma de agradecimento de todos nós ao nosso ponto de encontro.


Montaremos um palco, com uma estrutura de som para os músicos que se inscreverem para se apresentarem, fazer um solo, tocar uma música, enfim mostrar o seu talento.


Logo após terá a apresentação da banda Pincelada Letal de Brejo Santo, tocando o melhor do Pop Rock Nacional, como também suas músicas autorais. Formada em 2009 pelos amigos que fazem o ROCK IN BREJO, a banda foi quem abriu o V São Rock, ano passado e mais uma vez nos ajuda nesse nosso intuído de trazermos o Rock para o Brejo.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

e-buddy - acesse MSN, FACEBOOK, GOOGLE TALK e outros