BEM VINDOS AO BLOG DO SÃO ROCK


Nossa História

Em junho de 2005, seis amigos se reuniram para comemorar seus aniversários, que por coincidência dos deuses do rock, eram todos na mesma semana. Resolveram chamar a banda de um amigo de Crato (Michel Macêdo, da Glory Fate). Também chamaram duas bandas locais (SKP e ET Heads), e fizeram a trilha sonora desta festa, que a princípio era exclusiva a aniversariantes e seus amigos. Sem querer, nascia ali o festival SÃO ROCK – o dia em que o rock foi pro brejo!
O sucesso da primeira edição obrigou uma continuação. Dois anos depois, já em 2007, veio a segunda edição, agora com a participação de bandas de Fortaleza, e aberto ao público. O sucesso consolidou o evento, e perpetuou essa data no calendário do rock cearense.
Pelo festival já passaram nomes de peso no cenário cearense, como Artur Menezes, Felipe Cazaux, Caco de Vidro, banda One, Killer Queen, Glory Fate, Zeppelin Blues, Renegados, banda Void e tantos outros que abrilhantaram noites inesquecíveis, regadas à amizade, alegria e o bom e velho rock´n´roll.
Hoje, o que se iniciou com um simples aniversário, tomou enormes proporções, estendendo seus ramos, diversificando os estilos e abrindo espaço para mais e mais bandas que querem mostrar seu talento em nossa terra. Agora são duas noites de festival, além da Caldeira do Rock, que leva bandas alternativas para a praça pública, numa celebração maravilhosa, onde congregamos amigos de todas as cidades circunvizinhas e de outros estados, irmanados pelo amor ao rock.
Não para por aí. Queremos tornar o São Rock uma marca que não promova apenas um festival anual, mas que seja um verdadeiro tablado que promova eventos de rock durante todo o ano! Assim, poderemos desfrutar do convívio saudável e também marcar nossa presença, dizer que temos voz e vez, numa cultura tão massificada por músicas desprezíveis e por gêneros impostos ao povo! Fomos, somos e sempre seremos roqueiros!
Portanto, venha participar dessa irmandade, apóie, divulgue, patrocine essa idéia, e seja mais um que ajuda a construir esse espaço!

Esse é o BLOG oficial do festival SÃO ROCK, que ocorre todo ano em Brejo Santo - Ceará. Criado "acidentalmente" por aniversariantes que comemoram na mesma semana e que se uniram para fazer uma única celebração voltada ao nosso gosto músical o ROCK. Além disso o blog divulga noticias e eventos nacionais e internacionais, além de ajudar na promoção cultural da região. Sobre tudo é uma apologia a amizade.




CARIRI VEÍCULOS

CARIRI VEÍCULOS

Arquivo do blog

Impacto Skate Shop

Impacto Skate Shop
Uma loja diferenciada pra você

terça-feira, 7 de junho de 2011

Pete Townshend anuncia box de Quadrophenia

Ele também fala sobre Roger Daltrey e Mick Jagger, mas não comenta o futuro do Who


Foto: Reprodução/Site oficial
Pete Townshend anunciou box de  Quadrophenia  para outubro
Pete Townshend anunciou box de Quadrophenia para outubro
Pete Townshend fez um raro post em seu blog para anunciar um novo box de Quadrophenia, que sai em outubro. Ele usava o blog bastante, mas ficou bravo com o fato que jornalistas tiravam aspas suas de contexto e praticamente abandonou a prática. Leia abaixo o texto inteiro de seu comunicado:

"1º de junho, 2011

O que estou fazendo todos os dias

Estou isolado em meu estúdio caseiro, no momento, trabalhando na restauração de demos de Quadrophenia. Bob Pridden está fazendo mixagens de faixas selecionadas com som surround. Jon Astley está remasterizando o mix original do vinil e reavaliando o remix que fez em 1996 (aquele no qual dá para ouvir direito os vocais espantosos de Roger). Estou com uma pilha de anotações, diários, fotos (tirei muitas minhas entre 1971 e 1973, quando Quadrophenia saiu), letras originais e escrevendo observações.

Estou gostando muito desse trabalho. Os mixes do Bob são estarrecedores. Minhas demos estão entre as melhores que já fiz e incluem algumas faixas excêntricas que não entraram para o álbum. Eu ainda acho o trabalho de estúdio estranho - preciso colocar as caixas de som com o volume bem baixo, o que é diferente do que estou acostumado. Esse pacote, que sai em outubro, se tudo der certo, é outro Live at Leeds e Hull - ou até outro Lifehouse Chronicles - em processo de fabricação. Vocês vão amar. Eu espero, porque estou perdendo todo o sol desse verão para que ele fique pronto a tempo.

Em minha entrevista recente com meu amigo Simon Garfield para a Intelligent Life, mencionei alguma dificuldade na minha interação com fãs, conforme envelheço. O que é tão maravilhoso de trabalhar em Quadrophenia é que nos anos 70, até a gravação, em 1973, o principal desafio para mim era contar a histórias dos fãs do Who e, ao mesmo tempo, me ocupar nas necessidades criativas da banda como indivíduos e artistas. O Who e Jimmy, como uma espécie de modelo para mim e todos os nossos fãs, tinham desenvolvido uma simbiose poderosa que merecia um projeto como Quadrophenia, tanto para honrar o mecanismo, quanto para explicar o motivo de ele começar a dar errado quase que assim que começou.

Então, estou gostando de trabalhar com a música, mas estou gostando de escrever sobre ela também."

A nota de Pete não menciona nada sobre o futuro do Who. Eles não fazem turnê desde um breve giro pela Austrália, no início de 2009. Sua última performance em conjunto foi em janeiro, em um show beneficente, em Londres. O escritor Simon Garfield - que entrevistou Townshend no mês passado para a Intelligent Life, - falou ao guitarrista do Who que foi ao show achando que aquela poderia ser a última vez que eles estariam juntos no palco. "Sua intuição acertou na mosca", Townshend disse. "No começo do ano eu tinha decidido que no próximo aniversário, acho que vou simplesmente parar'. Nada a ver com a minha audição, porque acho que consigo lidar com isso no palco. Meu sentimento era de que simplesmente não tinha o entusiasmo para uma reinvenção."

Townshend pensou em aposentadoria muitas vezes no passado e sempre diz que o mesmo impulso que fez com que ele finalmente terminasse seu livro de memórias este ano fez com que ele reconsiderasse a ideia da aposentadoria. "Eu olho em volta e penso, 'por que não estou sofrendo da forma como as outras pessoas estão sofrendo?'", ele disse. "'É só porque não tenho que me preocupar em pagar dívidas escolares?' Eu acho que para mim é que se você pode tomar um posicionamento artístico e fazer algo útil, mesmo que seja negativo, então, a ação é a melhor resposta."

Nessa mesma entrevista, Townshend também sugeriu que ser o principal compositor na banda foi, com frequência, um peso. "A coisa toda com o Who, para mim, e isso é triste, de certa forma, é a quantidade de controle que tive que ter", ele disse. "Mantendo o processo criativo perto do meu peito, me assegurando de que os outros caras da banda estavam se sentindo como se fossem parte do processo, embora não fossem de verdade."

Ele também disse que Roger Daltrey - que está tocando Tommy em uma turnê solo, este ano - tinha dificuldade, às vezes, nas turnês mais recentes. "Se estou na estrada com Roger e ele está muito triste, eu sei que tenho um pouco de culpa, e eu sei que meu empresário Bill Curbishley concorda com isso. Pensamos 'por que estamos fazendo isso com ele?'", Townshend disse. "Ele parece estar tão infeliz e se sentindo insatisfeito. Mesmo assim, quando você fala com ele, ele exalta o Who e a mim como coisas divinas. Ele sempre diz que será fabuloso e que 'desta vez eu simplesmente vou me divertir' e sempre termina perturbado, choramingando em um canto de algum lugar, dizendo 'esse foi o pior show que já fiz, posso fazer muito melhor, não consigo pensar como vou conseguir fazer isso de novo'."

Como se todo isso não fosse suficiente, ele também comentou as alegações no livro de Keith Richards de que Mick Jagger tem um "pênis pequeno". "Para usar um termo apropriado, isso é bobagem", Townshend disse. "Eu já as vi e elas não são pequenas. E não são só as bolas que são grandes."
 http://www.rollingstone.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

e-buddy - acesse MSN, FACEBOOK, GOOGLE TALK e outros