BEM VINDOS AO BLOG DO SÃO ROCK


Nossa História

Em junho de 2005, seis amigos se reuniram para comemorar seus aniversários, que por coincidência dos deuses do rock, eram todos na mesma semana. Resolveram chamar a banda de um amigo de Crato (Michel Macêdo, da Glory Fate). Também chamaram duas bandas locais (SKP e ET Heads), e fizeram a trilha sonora desta festa, que a princípio era exclusiva a aniversariantes e seus amigos. Sem querer, nascia ali o festival SÃO ROCK – o dia em que o rock foi pro brejo!
O sucesso da primeira edição obrigou uma continuação. Dois anos depois, já em 2007, veio a segunda edição, agora com a participação de bandas de Fortaleza, e aberto ao público. O sucesso consolidou o evento, e perpetuou essa data no calendário do rock cearense.
Pelo festival já passaram nomes de peso no cenário cearense, como Artur Menezes, Felipe Cazaux, Caco de Vidro, banda One, Killer Queen, Glory Fate, Zeppelin Blues, Renegados, banda Void e tantos outros que abrilhantaram noites inesquecíveis, regadas à amizade, alegria e o bom e velho rock´n´roll.
Hoje, o que se iniciou com um simples aniversário, tomou enormes proporções, estendendo seus ramos, diversificando os estilos e abrindo espaço para mais e mais bandas que querem mostrar seu talento em nossa terra. Agora são duas noites de festival, além da Caldeira do Rock, que leva bandas alternativas para a praça pública, numa celebração maravilhosa, onde congregamos amigos de todas as cidades circunvizinhas e de outros estados, irmanados pelo amor ao rock.
Não para por aí. Queremos tornar o São Rock uma marca que não promova apenas um festival anual, mas que seja um verdadeiro tablado que promova eventos de rock durante todo o ano! Assim, poderemos desfrutar do convívio saudável e também marcar nossa presença, dizer que temos voz e vez, numa cultura tão massificada por músicas desprezíveis e por gêneros impostos ao povo! Fomos, somos e sempre seremos roqueiros!
Portanto, venha participar dessa irmandade, apóie, divulgue, patrocine essa idéia, e seja mais um que ajuda a construir esse espaço!

Esse é o BLOG oficial do festival SÃO ROCK, que ocorre todo ano em Brejo Santo - Ceará. Criado "acidentalmente" por aniversariantes que comemoram na mesma semana e que se uniram para fazer uma única celebração voltada ao nosso gosto músical o ROCK. Além disso o blog divulga noticias e eventos nacionais e internacionais, além de ajudar na promoção cultural da região. Sobre tudo é uma apologia a amizade.




CARIRI VEÍCULOS

CARIRI VEÍCULOS

Arquivo do blog

Impacto Skate Shop

Impacto Skate Shop
Uma loja diferenciada pra você

segunda-feira, 30 de maio de 2011

Banda Tears for Fears inclui Fortaleza em sua turnê pelo Brasil, no mês de outubro


Após 15 anos, Tears For Fears volta ao Brasil para seis apresentações em Outubro de 2011


doi


Com seis álbuns de estúdio lançados e mais de 30 milhões de discos vendidos em todo o mundo, o Tears For Fears volta ao Brasil (agora com Roland Orzabal e Curt Smith novamente juntos) para uma turnê de seis shows em capitais do país. Os fãs brasileiros, após mais de 15 anos de espera, podem esperar um set list recheado de grandes sucessos desse duo “hitmaker”, responsável pelo lançamento de músicas como Shout, Everybody Wants to Rule the World, Woman in Chains, Advice for the Young at Heart, entre muitas outras.

Com realização da TIME FOR FUN, os shows acontecerão da seguinte forma:

Outubro - 2011
4 Porto Alegre – Pepsi On Stage
6 São Paulo – Credicard Hall
8 Rio de Janeiro - Citibank Hall
9 Belo Horizonte – Chevrolet Hall
11 Brasília - Centro de Convenções
15 Fortaleza - Siara Hall

Clientes Credicard, Citibank e Diners contarão com pré-venda exclusiva entre 23 e 29 de maio. O público em geral poderá adquirir ingressos a partir de 30 de maio. Mais informações sobre o serviço do show serão divulgadas em breve.

O Tears For Fears levou Orzabal (vocal e guitarra) e Smith (vocal e baixo) ao topo da música pop com o lançamento do disco de estréia, The Hurting (1983), que teve três músicas no top 10 das paradas britânicas: Mad World, Pale Shelter e Change.

Dois anos mais tarde, Tears For Fears lançou Songs from the Big Chair, álbum que se tornou uma sensação internacional e emplacou três músicas no Top 5 das paradas norte-americanas, sendo elas: Shout, Everybody Wants to Rule the World e Head Over Hills.

Já em 1989, a dupla lança o que seria seu último disco junto até 2004. Sowing the Seeds of Love também alcançou o top 10 das paradas nos EUA e colocou o single The Seeds of Love em segundo lugar naquele país. Enquanto estavam separados, Orzabal ainda lançou dois álbuns sob o nome de Tears For Fears, Elemental (1993) e Raoul and Kings of Spain (1995).

Porém, no início de 2000, os amigos deixaram suas desavenças de lado e voltaram a trabalhar juntos em um novo projeto, Everybody Loves a Happy Ending. O disco lançado em 2004 alcançou o top 40 das paradas na Inglaterra e EUA com as músicas Closest Thing to Heaven e Call Me Mellow, respectivamente. De acordo com Roland Orzabal, a maior influência do álbum foi o ex-Beatle Paul McCartney.

Discos de Estúdio
The Hurting (1983)
Songs from the Big Chair (1985)
Seeds of Love (1989)
Elemental (1993)
Raoul And Kings Of Spain (1995)
Everybody Loves a Happy Ending (2004)

Sobre Roland Orzabal
Roland Jaime Orzabal de la Quintana nasceu em 22 de agosto de 1961 em Portsmouth, Inglaterra. Ele é produtor musical, músico e compositor. Ele é famoso por ser um dos fundadores do Tears for Fears, banda da qual é o vocalista e principal compositor. Orzabal também obteve sucesso como produtor de outros artistas.

A mãe de Orzabal é inglesa e seu pai é de Paris, mas de ascendência espanhola- basca. Orzabal foi originalmente chamado "Raoul" por duas semanas após seu no nascimento, porém, o nome foi depois mudado para Roland, pois estavam vivendo na Inglaterra. Ele foi criado em Bath, frequentou a Culverhay School e se tornou membro da Zenith Youth Theatre Company.

Durante seus primeiros anos de adolescência, Orzabal conheceu Curt Smith em Bath, Inglaterra. Durante o final de 70, eles formaram um grupo musical chamado Graduate, juntamente com três outras pessoas. O grupo se desfez logo após lançar seu álbum de estréia, Acting My Age. Orzabal e Smith então formaram o  Tears for Fears, um grupo synth pop / new wave com letras inspiradas nos textos de Arthur Janov, um psicólogo americano.
Orzabal é casado desde 1982 com Caroline. Eles tem dois filhos, Raoul e Pascal.

No alto da popularidade do Tears for Fears em 1985, Orzabal ganhou atenção considerável da imprensa por sua relação tensa com o pai e uma charge relacionada ao assunto foi publicada no tablóide britânico The Sun. Essa charge foi posteriormente reeditada na capa do single do Tears for Fears, I Believe.

A frente das co-produções da maioria dos álbuns do Tears for Fears, Orzabal também co-produziu o bem sucedido disco de Oleta Adams, Circle of One (1990), juntamente com Dave Bascombe, logo após Adams ter participado em 1989 do álbum The Seeds of Love. O álbum alcançou a primeira posição no Reino Unido e a 20ª nos EUA, e continha o primeiro top 10 da carreira da cantora, Get Here. Orzabal também co-escreveu a faixa Rhythm of Life para o álbum, que foi a primeira pensada para The Seeds of Love. Ele também aparece no vídeo da canção e gravou as guitarras e  backing vocals.

Após uma década de sucesso internacional, Orzabal e Smith se separaram no início de 1990. Orzabal continuou a trabalhar como Tears for Fears depois da separação. Os álbuns subseqüentes, Elemental (1993) e Raoul and the Kings of Spain (1995) são mais trabalhos solo de Orzabal que levam o nome da dupla. Em 1999, Orzabal também co-produziu a cantora e compositora islandesa, Emiliana Torrini, no disco Love In The Time Of Science, junto com o parceiro Alan Griffiths. A dupla também escreveu duas músicas para o álbum.

Embora ele não o tenha produzido, os talentos de Orzabal como compositor foram conhecidos novamente nos últimos anos após a versão de Gary Jules para a canção Mad World, que se tornou a canção número 1 do Natal no Reino Unido em 2003. A música retirada da trilha sonora do filme Donnie Darko, foi composta originalmente por Orzabal em 1982.

À exceção da psicologia e da música, Orzabal também é interessado em astrologia, fotografia, política e sociologia.

Sobre Curt Smith
Curt Smith nasceu em 24 de junho de 1961, em Bath, Somerset, Inglaterra, onde ele cresceu e residiu em Snow Hill Council State (o tema de "Snow Hill"). Ele estudou na Cliff Beechen School e é compositor, cantor e baixista. Ele é popularmente reconhecido por ter formado o Tears for Fears com Orzabal durante a adolescência. Anos depois, ele se tornou um artista solo e lançou em maio de 2008 seu terceiro álbum, Halfway.
Smith e Orzabal se conheceram quando ainda eram adolescentes. A dupla primeiro formou uma banda de escola, para o qual Smith aprendeu a tocar baixo sozinho. Depois disso eles montaram a banda de Graduate, com influência de ska, em que eles lançaram em 1980, seu primeiro e único álbum, que ganhou algum reconhecimento na Europa.

Smith e Orzabal, em seguida, começaram a fazer seessions para uma banda chamada Neon. Seus colegas de banda, então desconhecidos, eram Rob Fisher e Pete Byrne, que formaram o duo Naked Eyes.

Após a dissolução da Neon e Graduate, Orzabal e Smith formaram o Tears For Fears. Seu primeiro álbum, The Hurting, que saiu em 1983, alcançou o topo das paradas no Reino Unido gerou três singles de sucesso internacional - Pale Shelter, Mad World e Change - com Smith nos vocais.
Em 1985, o álbum Songs from the Big Chair tornou-se muito bem sucedido, com os hits que incluem Head Over Heels (que Smith co-escreveu), Everybody Wants to Rule the World (com Smith nos vocais), e Shout.

Após anos frutíferos com o Tears for Fears, Smith lançou em 1993 Soul On Board, seu primeiro álbum solo. O álbum não se tornou sucesso no Reino Unido, e nunca foi lançado nos EUA depois Smith disse à imprensa que ele só fez o álbum para cumprir seu contrato com a gravadora Phonogram / Mercury.

Após se mudar para New York, Smith criou a banda Mayfield  com o guitarrista e  produtor Charlton Pettus, além de Russ Irwin. A banda optou por fazer apresentações ao vivo quase sempre, já que Smith queria fazer gigs em pequenos clubes. A banda em 1997 lançou um álbum homônimo, que obteve um razoável sucesso.Smith lançou mais tarde o álbum Aeroplane. Nos EUA, o trabalho foi lançado como um EP de seis músicas, mas no Canadá e em outros lugares era fundamentalmente o álbum anterior do Mayfield, que acobou tendo algumas do EP dos EUA incorporadas.

De acordo com uma entrevista no iTunes, em 2000, eles alegaram que a papelada legal e rotina de obrigações, levaram Smith e Orzabal a conversarem novamente depois de uma década. Os dois acertaram suas diferenças e começaram a escrever (com o sócio de Smith, Charlton Pettus) Everybody Loves a Happy Ending (2004). Enquanto isso, Mad World foi gravada por Gary Jules para a trilha sonora de Donnie Darko. Tendo chegado ao topo da parada de singles do Reino Unido no Natal de 2003, a canção despertou o interesse do grupo no relançamento do álbum 1992 Greatest Hits, o que garantiu seu segundo disco de platina no Reino Unido.

Smith começou a trabalhar no que veio a ser Halfway, Pleased, em 2000, mas o projeto atrasou quando ele voltou a falar com Roland Orzabal depois de cerca de 10 anos de silêncio. A conversa acabou culminando na volta de Tears For Fears com Everybody Loves a Happy Ending, o que levou a uma turnê mundial. Por isso, Smith só conseguiu voltar sua atenção à Halfway, Pleased em 2006. O álbum semi-auto-biográfico, descreve as relações de Smith com seus amigos, filhos e pais.

O XIII Bis Records, que é uma gravadora francesa, lançou o álbum Halfway, Pleased na França, em abril de 2007. Entre suas 14 faixas havia a versão original de Who You Are (que foi gravada por Tears for Fears em Everybody Loves a Happy Ending), uma versão ao vivo de Snow Hill, uma versão de Seven Of Sundays (também gravado em dueto com a cantora francesa SO), e um remake de A Ira Tous au Paradis (também disponível em um tributo à Polnareff). Muitos vídeos foram feitos para Seven of Sundays, um dos duetos com SO.

Smith at last released the album in the U.S. and worldwide in May 2008 via his KOOK Media label. The KOOK release shows a slightly different track list, it is minus the Ponareff tribute and added two new acoustic tracks (“Seven of Sundays” and “Coming Out”). It was released under a Creative Commons license, which gave fans permission to perform, distribute and make use of the tracks so long as the uses are non-commercial and credited to Smith.

Smith finalmente lançou o álbum nos EUA e mundo em Maio de 2008 através do seu selo, Media KOOK.

Smith foi casado duas vezes. Lynn Altman foi sua primeira esposa, eles se casaram no início de 1980, mas o casamento não durou muito tempo. Ele então começou um relacionamento sério em 1988, com Frances Pennington, uma executiva de marketing e, em 1996, eles se casaram. Eles residem em Los Angeles, Califórnia com seus dois filhos, Wilder e Diva.

Em 2007, Smith se naturalizou cidadão dos EUA.

Smith sempre foi um fã do Manchester United Football Club. Ele se tornou um comentarista convidado na Teams Soccer Radio Network’s UEFA Champions League 2008.

Smith also tried acting. In the movie, The Dead Connection (1994) he played a desk clerk role and in another movie, The Private Public (2000) he played the role of a noteworthy professor.

Smith também tentou atuar. No filme, a Dead Conection (1994), ele desempenhou um papel de recepcionista. em Private Public (2000), ele atuou um professor notável.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

e-buddy - acesse MSN, FACEBOOK, GOOGLE TALK e outros