BEM VINDOS AO BLOG DO SÃO ROCK


Nossa História

Em junho de 2005, seis amigos se reuniram para comemorar seus aniversários, que por coincidência dos deuses do rock, eram todos na mesma semana. Resolveram chamar a banda de um amigo de Crato (Michel Macêdo, da Glory Fate). Também chamaram duas bandas locais (SKP e ET Heads), e fizeram a trilha sonora desta festa, que a princípio era exclusiva a aniversariantes e seus amigos. Sem querer, nascia ali o festival SÃO ROCK – o dia em que o rock foi pro brejo!
O sucesso da primeira edição obrigou uma continuação. Dois anos depois, já em 2007, veio a segunda edição, agora com a participação de bandas de Fortaleza, e aberto ao público. O sucesso consolidou o evento, e perpetuou essa data no calendário do rock cearense.
Pelo festival já passaram nomes de peso no cenário cearense, como Artur Menezes, Felipe Cazaux, Caco de Vidro, banda One, Killer Queen, Glory Fate, Zeppelin Blues, Renegados, banda Void e tantos outros que abrilhantaram noites inesquecíveis, regadas à amizade, alegria e o bom e velho rock´n´roll.
Hoje, o que se iniciou com um simples aniversário, tomou enormes proporções, estendendo seus ramos, diversificando os estilos e abrindo espaço para mais e mais bandas que querem mostrar seu talento em nossa terra. Agora são duas noites de festival, além da Caldeira do Rock, que leva bandas alternativas para a praça pública, numa celebração maravilhosa, onde congregamos amigos de todas as cidades circunvizinhas e de outros estados, irmanados pelo amor ao rock.
Não para por aí. Queremos tornar o São Rock uma marca que não promova apenas um festival anual, mas que seja um verdadeiro tablado que promova eventos de rock durante todo o ano! Assim, poderemos desfrutar do convívio saudável e também marcar nossa presença, dizer que temos voz e vez, numa cultura tão massificada por músicas desprezíveis e por gêneros impostos ao povo! Fomos, somos e sempre seremos roqueiros!
Portanto, venha participar dessa irmandade, apóie, divulgue, patrocine essa idéia, e seja mais um que ajuda a construir esse espaço!

Esse é o BLOG oficial do festival SÃO ROCK, que ocorre todo ano em Brejo Santo - Ceará. Criado "acidentalmente" por aniversariantes que comemoram na mesma semana e que se uniram para fazer uma única celebração voltada ao nosso gosto músical o ROCK. Além disso o blog divulga noticias e eventos nacionais e internacionais, além de ajudar na promoção cultural da região. Sobre tudo é uma apologia a amizade.




CARIRI VEÍCULOS

CARIRI VEÍCULOS

Arquivo do blog

Impacto Skate Shop

Impacto Skate Shop
Uma loja diferenciada pra você

sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

Lemmy e o Motörhead - por KID VINIL




O novo álbum do Motörhead, The World Is Yours, vazou na rede em dezembro do ano passado e foi encartado como brinde na edição da revista inglesa Classic Rock no dia 15 de dezembro. Semana que vem, ele sai oficialmente em CD na Europa em em breve aqui no Brasil.
A essa altura, todos os fãs da banda já ouviram e certamente vão concordar comigo: 35 anos depois, o Motörhead continua o mesmo, igualzinho ao AC/DC, mantendo aquele ditado “em time que está ganhando não se mexe”.
Esse é o 20° disco da carreira do Motörhead, e mesmo assim, dignos do reconhecimento até das revistas de indie rock inglesas, como a Artrocker, que deu ao disco cinco estrelas. A crítica começa assim: “A única razão pra se juntar a uma banda de rock and roll é:  pegar mulheres, encher a cara, ficar chapado e nunca ter que trabalhar sentado numa cadeira. Se alguém te disser algo diferente, estará mentindo. A lenda viva desse mais decadente estilo de vida chama-se Ian Fraser Kilmister, também conhecido como Lemmy, líder da maior banda de rock and roll do mundo. Fazer uma crítica desse disco é como tentar reinventar a roda. Todo mundo sabe como eles soam e que nunca vão mudar. A pergunta é “será que eles conseguem se reinventar?”. Da música que abre o disco Born To Lose até a que encerra Bye Bye Bitch Bye Bye, a resposta é: sim!”
A guitarra de Phil Campbell, seus riffs e seus solos são um elemento chave na sonoridade do Motörhead desde 1984, quando ele se juntou a banda. Igualmente importante é a sessão rítmica da bateria de Mikkey Dee. Não se trata de uma banda antiga tentando reviver o passado. O Motörhead é um grupo bem sucedido e como um bom vinho, fica melhor com o passar dos tempos.
Lemmy tem uma das carreiras mais festejadas e cultuadas do rock and roll, e isso tudo está documentado no DVD “Lemmy – The Movie”, que sai na Europa no dia 24 de janeiro. Um documentário de quase duas horas contando sua trajetória desde os tempos que ele assistia aos shows dos Beatles no Cavern Club, depois se tornou roadie de Jimi Hendrix e foi até mentor de Sid Vicious.
Suas primeiras experiências com banda ficaram como clássicos do rock do final dos anos 60 e início dos anos 70. Um dos exemplos é o disco mais cultuados do final da década de 60, do instrumentista Sam Gopal, um dos pioneiros na arte de inserir a tabla no rock and roll. Até então os Beatles e a banda The Moody Blues, por exemplo,  também usavam esse tipo de percussão. Sam Gopal nasceu na Malásia e na década de 60 mudou pra Londres. Em 1968, montou sua banda com Lemmy na epoca ex-Rockin’Vickers, uma de suas primeiras bandas. No ano seguinte, lançaram o álbum Escalator, uma mistura de blues psicodélico com pitadas de melodias folk, nada demais além de um disco razoável, mas que com o passar dos tempos acabou ganhando um status e um certo culto por parte dos fãs de Lemmy.
Antes de montar o Motörhead, Lemmy experimentou uma das fases mais ácidas e criativas de sua carreira como baixista da clássica banda Hawkwind. Lá ele permaneceu de 1971 a 1975, na minha opinião a fase áurea e mais criativa do grupo. Quatro discos são essênciais dessa fase: In Search Of Space, de 1971,Doremi Fasol Latido, 1972, Space Ritual, 1972, e Hall Of The Mountain Grill, de 1974. Um dos hits dessa fase é a música “Silver Machine”, confira o vocal do jovem Lemmy e sua banda hiponga espacial performática no melhor estilo prog-psicodélico, o Hawkwind.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

e-buddy - acesse MSN, FACEBOOK, GOOGLE TALK e outros